Google já removeu mais de 3 bilhões de links para conteúdo pirata no buscador


O Google publicou nesta quarta-feira, 7, mais uma edição do seu relatório anual de combate à pirataria. Entre outros dados, a empresa informou que já removeu mais de 3 bilhões de URLs dos resultados de busca por violação de direitos autorais.

Somente em 2017, o Google recebeu pedidos para que 882 milhões de páginas fossem banidas dos resultados de busca. As páginas pertencem a 586 mil domínios diferentes. A empresa acatou 95% dos pedidos e deixou no ar 54 milhões de páginas.

Veja também

• Teclado do Google pode ganhar recurso para deletar caracteres com mais precisão

• Segundo usuários o aplicativo do Google detona pacote de dados


O Google informa que, até hoje, já recebeu pedidos para a remoção de 3,8 bilhões de URLs de 156 mil proprietários de direitos autorais. Entre eles está a Associação Protetora de Direitos Intelectuais Fonográficos do Brasil (APDIF), que sozinha já pediu a retirada de 249 milhões de links do Google.

A maioria das URLs removidas são de sites de compartilhamento de arquivos, como o 4shared, que permite o download e upload de filmes, músicas e outros materiais protegidos por direitos autorais. Em julho do ano passado, o número total de remoções era de 2,5 bilhões.

Além disso, o Google informou em seu relatório de pirataria que já pagou US$ 3 bilhões a proprietários de direitos autorais no YouTube que monetizaram seu conteúdo e usaram a ferramenta de administração Content ID. Só em receita de propaganda, o YouTube pagou mais de US$ 1,8 bilhão entre outubro de 2017 e setembro de 2018.

Via: Olhar Digital



A Black Friday vem aí: Confira a mini-loja do Portal Winzow no Magazine você. São milhares de produtos em vários setores. Sua compra é 100% segura e realizada pelo Magazine Luíza. Clique Aqui