Nikon apresenta novas câmeras full-frame mirrorless


A Sony ganhou um oponente forte em um mercado que até então dominava com folga: a Nikon, que anunciou dois novos modelos de câmeras profissionais mirrorless com sensor full-frame, ou sem espelho como uma DSLR padrão. A Z 6 e a Z 7 são basicamente idênticas por fora, mas a primeira conta com um sensor de 24,5 megapixels, enquanto o da segunda chega a 45,7 MP.

Os dois modelos também se diferenciam na quantidade de pontos focais (273 para a Z6 e 493 para a Z7) e no ISO (de 100 a 51.200 e de 64 a 25.600, respectivamente). Ambos, no entanto, são capazes de filmar em 4K a 30 frames por segundo e em Full HD a até 120 FPS, têm um display móvel de 3,2” sensível ao toque e um viewfinder eletrônico de 3,69 milhões de pontos.

O modelo com sensor de maior definição será o primeiro a chegar ao mercado: a Nikon promete lançar a Z7 ainda no dia 27 de setembro, enquanto a Z6 só chega no final de novembro deste ano.

Só não espere preços baixos. Como é padrão na indústria, os dois modelos serão bem caros: segundo o The Verge, a Z 7 com uma lente 24-70mm de abertura f/4 vai sair por 4.000 dólares, enquanto a Z 6 com a mesma peça custará 2.600 dólares. Não há informações sobre chegada oficial ao Brasil.


A lente sozinha, por sua vez, tem preço sugerido de 1.000 dólares. Junto dela, ainda chegarão ao mercado uma grande-angular de 35mm de abertura f/1.8 e uma prime de 50mm também f/1.8. As três são compatíveis com o novo sistema Z de montagem de lentes da Nikon, já presente nas duas novas câmeras.

Veja Também

— Bateria de íon-lítio mais difícil de explodir é criada por cientistas

— Acer vai lançar notebook para crianças com Chrome OS no Brasil

— Aplicativo usado por mais de 4 milhões de pessoas é banido pelo Facebook

Mas por que isso é importante?

A Z 6 e a Z 7 são uma resposta da empresa japonesa para a rival e conterrânea Sony, que domina praticamente sozinha o nicho de câmeras mirrorless com sensores full-frame com a a7III e a a7RIII. Os dois modelos são populares entre profissionais da área e até por criadores de conteúdo. Outras marcas também têm modelos do tipo, mas o sensor normalmente tem um fator de corte – ou seja, não pega o quadro inteiro. A imagem abaixo (via Quora) explica melhor a diferença:

Nikon apresenta novas câmeras full-frame mirrorless

De diferença para uma DSLR, uma câmera mirrorless costuma levar vantagem especialmente no tamanho. Como o nome indica, essas câmeras não têm um sistema interno de espelhos, que normalmente é usado para direcionar a luz da lente até o viewfinder. Por isso, elas são consideravelmente menores e mais fáceis de carregar.

Via: Olhar Digital



Pensando em fazer compras online? Confira a mini-loja do Portal Winzow no Magazine você. São milhares de produtos em vários setores. Sua compra é 100% segura e realizada pelo Magazine Luíza. Clique Aqui